O Silêncio

Postado em: 14 de julho de 2017

Difícil demais ter que esperar.

Difícil demais ter que ouvir apenas o silêncio.

“O que eu posso fazer?”

“O que eu devo fazer?”

“Como eu posso acelerar?”

E não há o que fazer, apenas esperar.

Você pode pensar em outra coisa, sair para correr, patinar, pedalar.

Trabalhar em qualquer outro projeto.

Comer, dormir ou viajar, mas, sobre aquele determinado assunto que tanto tira sua paz, a única coisa que deve fazer é esperar.

“Mas eu não dou conta! Vou enlouquecer.”

Esperar nunca enlouqueceu ninguém.

Não há registros na história.

Não que eu saiba.

Esperar ouvindo o silêncio de quem tem o poder de decisão pode até ser desesperador, mas te garanto: não enlouquecedor.

Cada vez que se lembrar do motivo de sua ansiedade, respire, tome água, faça um chá.

Pense em outra coisa e espere.

Não há silêncio que dure para sempre, não há espera que seja eterna.

Um dia, exatamente naquele dia em que não há qualquer expectativa, o silêncio termina e você ouve todas as respostas que sempre desejou.

“Um dia? Mas quando?”

Não se sabe.

Todos, em algum momento, simplesmente não ouviram nada.

Chegou a sua vez.

Relaxe e curta o silêncio, pois até ele tem seus encantos.

Não pergunte quando ele findará, apenas acredite que um dia acabará.

Pois ele sempre tem fim.

 

1 Response to "O Silêncio"

Sim, entendo o que vc quis dizer no texto, estou à espera de uma pessoa que sinalizou que não será possível, mas ainda tenho esperança, pois eu acredito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicações

julho 2017
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivo